Home » Varennes by Mona Ozouf
Varennes Mona Ozouf

Varennes

Mona Ozouf

Published
ISBN :
Kindle Edition
374 pages
Enter the sum

 About the Book 

Em meio aos episódios tumultuosos e sangrentos que compõem a saga da Revolução Francesa, um deles se destaca pela ausência quase total de violência e aparente inocuidade: a fuga do rei Luís xvi, na noite de 20 de junho de 1791, abortada 36 horasMoreEm meio aos episódios tumultuosos e sangrentos que compõem a saga da Revolução Francesa, um deles se destaca pela ausência quase total de violência e aparente inocuidade: a fuga do rei Luís xvi, na noite de 20 de junho de 1791, abortada 36 horas depois no vilarejo de Varennes.Com a pressão popular de 1789, o monarca fora obrigado a deixar a distante Versalhes e instalar-se no palácio das Tulherias, no centro de Paris, bem como tivera de engolir artigos da nova Constituição que limitavam muito seus poderes. Insatisfeito e considerando-se prisioneiro num palácio úmido e frio, ele se passa ridiculamente por burguês e, acompanhado de toda a família, tenta escapar para Montmédy,na fronteira leste do país,onde estão forças monarquistas leais. Acontece que no meio do caminho ele é reconhecido e mandado de volta para a capital.A própria Assembleia tenta abafar o alcance do evento, fingindo acreditar num raptodo rei, preocupada que está em institucionalizar a Revolução e retomar a vida normal do país. Mas a verdade é que essa viagem representa uma fratura na história francesa e terá consequências indeléveis: ela destrói a imagem de um Luís xvi paternal, provoca o divórcio entre o rei e a nação, lança sobre o monarca a suspeita de traição ao povo, abre espaço para a ideia republicana até então pouco divulgada e renova a turbulência revolucionária que desembocará no Terror, do qual Luís xvi será uma das primeiras vítimas.Em Varennes: A Morte da Realeza, a eminente historiadora Mona Ozouf reconstitui essa história que deu origem a muitas obras de ficção e ao extraordinário filme de Ettore Scola, Casanova e a Revolução, com o estilo saboroso de uma contadora de histórias e a argúcia de uma pesquisadora que evita as simplificações e sai em busca dos detalhes significativos que compõem um quadro complexo de um momento decisivo da Revolução Francesa e, por conseguinte, da história da humanidade.